‘Só tem bunda da mulher nas músicas do carnaval’, diz Luiza Maia

Parlamentar lança essa semana a campanha ‘Carnaval Antibaixaria: Sem Retrocesso!’

deputada luiza maia

“Polpa da Bunda”, “Bumbum Carente”, “Rabetão no Paredão”, “Psiquiatra do Bumbum”, “Bumbum do mal”, “Sarra Bumbum”, “Bum bum tam tam”… É grande a lista das músicas, do verão baiano, que traz a bunda da mulher como foco. O fato motivou o tema da campanha Carnaval Antibaixaria 2018, da deputada Luiza Maia (PT): “Sem retrocesso”. A ação de conscientização será lançada nesta terça-feira (06), na internet.

“Não podemos retroceder na luta pela valorização e respeito à mulher. Não somos só peito, coxa e bunda! A Lei Antibaixaria tinha inibido esse tipo de música que nos rebaixa a objeto, mas no carnaval deste ano a coisa descambou outra vez. Não iremos nos curvar. Temos, inclusive, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça como aliados nesta luta”, afirmou a parlamentar, que preside a Comissão dos Direitos da Mulher da Alba.

Denúncias

A campanha “Carnaval Antibaixaria: Sem Retrocesso!” vai alertar, nas redes sociais, para a importância do cumprimento da Lei 12.573/12 (Lei Antibaixaria estadual) por parte do Governo do Estado e da Lei 8.286/2012 (Lei Antibaixaria municipal), por parte da Prefeitura de Salvador. Também visa conscientizar os foliões a denunciar os abusos ao MP-BA e à Defensoria Pública.

As denúncias podem ser feitas, no MP-BA, por meio dos telefones 71 3321-1949 e 0800 642 4577. Ou na página no Facebook da campanha. Clique AQUI e veja a localização dos pontos fixos do Ministério Público nos circuitos do Carnaval de Salvador. A base de apoio da Defensoria será na sede do órgão, na bairro do Canela.

Compartilhar