Grupo BRASPE emite nota: “A instituição citada esclarece que tais acusações não condizem com a realidade dos fatos”, lei

Em resposta à matéria veiculada no último dia (14), com o título, “Vereador Suíca cobra gerência da Braspe”. A empresa enviou uma nota para nossa redação.

Leia:

A Braspe, com base na Lei 13.188 de 11/11/2015 que assegura o direito de resposta, vem manifestar-se contra as declarações dadas pelo Vereador e Líder do PT na Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca, que cobra salários atrasados, reajustes salariais e a acusa de sobreviver da miséria e da escravidão de seus colaboradores. A instituição citada esclarece que tais acusações não condizem com a realidade dos fatos.

Os salários pagos aos seus colaboradores estão em plena consonância com o que fora acordado na CCT (Convenção Coletiva) de 2017, firmada entre o SINTRAL (Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza) e o SEAC-BA (Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação da Bahia), os quais determinam todos os reajustes salariais, benefícios e etc. da categoria, ficando a Braspe à disposição para o pagamento do reajuste acordado, bem como as demais disposições elencadas nas convenções coletivas anuais. Vale esclarecer que Suíca é representante do sindicato SINDILIMP (Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública do Estado da Bahia), cuja base territorial é o interior do estado, na qual a Prefeitura Municipal do Salvador não se enquadra, tampouco o reconhece (conforme determinação do TRT5, processo nº 0114300-32.2008.5.05.0033); situação que o impossibilita de fazer acusações, uma vez que o mesmo não tem embasamento legal para proferir este discurso.

A empresa acusada custeia todos os benefícios de seus colaboradores, tais quais: Vale-Transporte, Vale-Alimentação, Plano de Saúde e Odontológico, FGTS, INSS, dentre outros direitos assegurados pela CLT, o que descaracteriza a situação de miséria e trabalho escravo.

Por fim, a Braspe informa que é uma empresa séria, que possui um quantitativo elevado de empregados e jamais teve ou terá a intenção de prejudicá-los em quaisquer circunstâncias, sempre honrando os seus compromissos.

Compartilhar