Suspeitos de matar PM integravam quadrilha especializada em ‘saidinha bancária’

bandidos saidinha bancaria

Foram apresentados na manhã desta quarta-feira, 29, Carlos Eduardo Santos de Araújo, de 37 anos, e Marcelo de Moura Fernandes, de 34, suspeitos de participarem da morte do subtenente da Polícia Militar (PM) Fabiano Fortuna e Silva, 40 anos, no dia 28 de setembro, no estacionamento do shopping Paralela.

PUBLICIDADE        

Carlos Eduardo, conhecido como Dudu, foi preso no bairro do IAPI, no dia 23 de outubro, por policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos. Segundo informações da polícia, ele estava em um carro Gol branco, placa PKM 2057, que já havia sido utilizado em outros assaltos. Já Marcelo foi capturado no dia 30 de outubro, quando passeava no shopping Lapa.

Ao todo, participaram do crime quatro suspeitos, que integram uma quadrilha especializada em “saidinhas bancárias”, liderada por Dudu. No dia do crime, os suspeitos seguiram Fabiano da agência do Banco do Brasil localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), de onde ele sacou R$ 4 mil, até o shopping, onde fizeram a abordagem. À polícia, os suspeitos informaram que não sabiam que a vítima era policial militar.

A apresentação foi realizada no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba e conduzida pelos delegados Odair Carneiro, da Força-Tarefa que investiga crimes contra policiais, e Marcelo Tannus, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos, além do coronel Valter Menezes, comandante do Policiamento Regional da Baía de Todos-os-Santos (BTS).

Relembre o caso

Fabiano Fortuna foi morto após uma tentativa de assalto dentro do estacionamento do shopping Paralela. O policial chegava ao local quando foi abordado pelos suspeitos e baleado. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), no Cabula, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os suspeitos foram identificados pelas imagens das câmeras de segurança do shopping e de alguns trechos da avenida Paralela.

Fabiano era subtenente da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e trabalhava na PM há 19 anos.

Suspeitos foram presos em outubro e apresentados nesta quarta-feira, 29 (Foto: Euzeni Daltro | Ag. A TARDE)

Fabiano Fortuna havia sacado R$ 4 mil no Banco do Brasil do CAB (Foto: Reprodução | Facebook)

Compartilhar