Festival da Primavera terá 36 horas de show em 11 bairros de Salvador

Prefeitura divulga programação do evento, que será realizado de 21 a 24 deste mês

festival primavera

Depois de um Inverno em que Salvador registrou quedas históricas de temperatura, é a vez dela: a Primavera. Com ela chegam as flores. E, também, o Festival da Primavera – que, em sua quinta edição, vai reunir cerca de 100 apresentações de música, dança, teatro e arte, além de eventos gastronômicos e esportivos.

PUBLICIDADE        

As atividades serão realizadas em pelo menos 11 localidades da cidade: os bairros do Rio Vermelho, Campo Grande, Centro Histórico, Barra, Ribeira, Boca do Rio e Stella Maris, além do Parque da Cidade e da Avenida Professor Magalhães Neto. O festival começa na quinta-feira, dia 21, e vai até  domingo, 24.

“Salvador começa a viver, respirar e pulsar o clima das duas estações mais importantes para a cidade, que são a Primavera e o Verão. Estamos partindo para realizar a quinta edição do festival, sempre com muitas novidades em vários pontos da cidade acontecendo ao mesmo tempo. É um evento pensado para todas as idades, dos mais jovens aos mais idosos”, afirmou nesta segunda (11) o prefeito ACM Neto (DEM), durante o lançamento, no Palácio Thomé de Souza.

“Nós preparamos uma agenda de atividades bastante diversificada, seja porque se espalha por diversos pontos da cidade, seja, sobretudo, porque a gente entende que esse festival é para abrir oportunidade para mostrar essa diversidade que é Salvador. Não é um festival só de música, ou só de gastronomia, nem só de esporte, só das feiras ou só de artes. É um festival da soma”, completou.

Ao todo, será investido cerca de R$ 1 milhão – desse total, de acordo com o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, cerca de 50% será pago pela iniciativa privada – o festival é patrocinado pelo Banco Itaú, Air Europa e Shopping da Bahia. Esse valor será destinado ao custeio das apresentações e dos artistas. A outra parte é referente ao investimento nos serviços públicos durante o festival. “Praticamente toda a cidade é atendida pela dinâmica do evento”, explicou.

Só as apresentações musicais somam 36 horas de show. E, em meio a isso tudo, os pequenos terão direito a uma programação especial. É para eles um dos principais momentos do festival: no domingo, 24, o cantor Saulo leva seu show infantil Pé de Maravilha para o palco do Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, a partir das 16h. Entre as canções, estão desde composições próprias até cantigas populares. “Adoro festivais! O público é familiar, e o Pé de Maravilha é isso, espetáculo infantil, mas que adulto adora também! Fico honrado com o convite e espero divertir a todos”, afirmou o cantor.

Entre os outros nomes já confirmados está Fernanda Abreu – que traz a turnê Amor Geral para o Largo da Mariquita no sábado, 23, a partir das 21h. Mais cedo, às 18h, o músico Luciano Calazans sobe no mesmo palco para performar um show instrumental que celebra seus 30 anos de carreira.

Na Ribeira, o sábado será comandado pela banda Duas Medidas e pela dupla Rafa e Pipo. As duas atrações se apresentam na Praça Dodô e Osmar. Primeiro, Duas Medidas, às 16h – a promessa é de mistura de ritmos como o reggaeton, o funk e a música eletrônica.

“O festival já é tradição no calendário da cidade e possibilita a gente ter um encontro com quem a gente mais deseja, que é o povo, são as pessoas. Tocar na Ribeira pela primeira vez é a realização de um sonho e a gente promete levar as nossas flores em forma de música e de alegria”, disse o vocalista da Duas Medidas, Lincoln Sena.

Já às 20h30 será a vez do axé dos irmãos Rafa e Pipo Marques. “Estamos muito felizes com o convite para tocarmos no Festival da Primavera. Já tivemos a oportunidade de tocar no Festival da Virada, no aniversário de Salvador e em outras ocasiões especiais. A Ribeira tem uma energia especial e já estamos ansiosos com a possibilidade de fazermos a festa por lá”, afirmaram os irmãos.

A eles, ao longo da programação, se juntam artistas como Gerônimo, Paulinho Oliveira, Jota Veloso e Luciano Bahia e grupos como o Quabales, Faustão e os Mongas, Flor Serena e Gafieira do Dadá.

Feiras
O festival ainda terá feiras espalhadas por toda a cidade. No sábado e no domingo, a praça do Campo Grande receberá a Feira de Arte e Antiguidade com exposição de objetos antigos e raros. No mesmo Campo Grande, desde quinta-feira (21), acontecerá a Feira das Artes da Primavera.

“Essa feira vai ser um trabalho voltado para os artesãos. Virão artesãos, inclusive, do interior do estado”, afirmou o presidente da Saltur, Isaac Edington. Já no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, ficará a Feira de Arte Cidade Mãe. O Parque da Cidade terá ainda uma edição da feira Coreto Hype com mais de 100 empreendedores.

 

Compartilhar