Salvador registra um terço da chuva esperada para setembro neste domingo

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 33,9 milímetros na capital baiana, enquanto a média para setembro é de 112 milímetros

chuvas e ventos fortes salvador

Somente neste domingo (3), Salvador registrou cerca de 30% do índice médio de chuva esperado para o mês de setembro. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 33.9 milímetros na capital baiana, enquanto a média para setembro é de 112 milímetros.

PUBLICIDADE        

A chuva deve continuar nos próximos dias. De acordo com o Climatempo, a previsão é que, entre segunda (4) e sexta-feira (8), chova cerca de 70 milímetros. A maior concentração de chuvas deve ser registrada entre segunda e quarta (6) e começar a reduzir no feriado do Dia da Independência, na próxima quinta (7), quando deve chover 20 milímetros em Salvador, conforme o Climatempo.

Os ventos atingiram velocidade de 12 km/h neste domingo. Na noite do último sábado, eles chegaram a 15 km/h, segundo o Inmet. Já a menor temperatura registrada foi de 18,9 graus na manhã deste domingo, ainda de acordo com o Inmet.

Devido às chuvas e aos fortes ventos, a travessia Salvador-Mar Grande foi suspensa neste domingo.

A Defesa Civil de Salvador informou que não houve ocorrências graves em função das chuvas que caem na cidade neste final de semana e que devem permanecer por pelo menos 24 horas. O órgão informou também que recebeu quatro solicitações, sendo um destelhamento, uma queda de árvore, uma ameaça de deslizamento e um pedido de vistoria para risco construtivo.

Bairro mais chuvoso

O bairro onde mais choveu foi Itapuã, com 66 milímetros. Lá, a chuva não causou grandes problemas, mas alterou a rotina dos moradores. Festas de paredões, por exemplo, foram suspensas. “Três paredões deixaram de ser realizados por causa da chuva. Realmente choveu bastante. Pelo menos, tivemos uma noite de sono mais tranquila, sem muito barulho”, contou o comerciário Rafael Lima, 37.

Na mesma linha, o vendedor César Augusto Sousa, 29, contou que a chuva trouxe tranquilidade a Itapuã. “Começou a chover desde muito cedo, por volta das 19h. E choveu muito, as pessoas acabaram ficando em casa”, pontuou. A aposentada Laura Dias, 63, disse que ficou assustada. “Não pela chuva, mas pelos ventos. Ventou muito essa noite e o dia amanheceu da mesma forma”, afirmou.

Segundo a Codesal, os ventos chegaram a uma velocidade média de 35 km/h, com rajadas de até 55 km/h. O órgão informa que solicitações devem ser feitas pelo telefone 199.

Compartilhar