Suspeito de matar a companheira a facadas em Vera Cruz se entrega à polícia

De acordo com delegado que investiga o caso, o homem suspeitava de que a vítima tinha envolvimento com outra pessoa.

angelo suspeito vera creuz

Suspeito de assassinar a pedagoga Helem Moreira, de 28 anos, o companheiro da vítima, Angelo da Silva, de 25 anos, se apresentou à polícia na manhã desta segunda-feira (12). Ele confessou ter matado a jovem a golpes de faca por ciúmes.

PUBLICIDADE        

De acordo com o delegado Giovani Paranhos, titular de Vera Cruz, Angelo teria suspeitado de que Helem tivesse envolvimento com outra pessoa. “Ele disse vinha desconfiando, então pegou o celular dela, tirou o cartão de memória e colocou no dele. Segundo ele, no cartão tinham fotos em que ela aparecia em cenas de sexo. Ele disse que, ao ver, ficou desesperado e bateu nela. Depois, a esfaqueou”, conta o delegado.

Angelo está custodiado em Vera Cruz, onde aguarda o mandado de prisão preventiva, que já foi pedido pelo delegado. “O pai dele pediu a nós que deixássemos ele preso, porque tem medo que o filho seja morto por vingança. Mas eu só posso mantê-lo aqui, se o mandado de prisão for expedido, o que deve acontecer entre hoje ou amanhã [13]”, pondera Paranhos.

O pai de Angelo foi o responsável por prestar socorro à vítima. Ele ouviu os pedidos de socorro de Helem, durante a discussão com o filho. Ele pediu ajuda a Angelo para levar a jovem ao hospital, mas o suspeito fugiu. O casal estava junto há 14 anos.

Caso

Helem Moreira foi morta pelo marido em Vera Cruz, na Bahia (Foto: Reprodução/ Facebook)

Helem Moreira foi morta pelo marido em Vera Cruz, na Bahia (Foto: Reprodução/ Facebook)

Helem Moreira foi morta dentro de casa, no bairro Conceição, no início da manhã da última sexta-feira. De acordo com a polícia, o marido da vítima, Angelo da Silva, cometeu o crime e fugiu em seguida. Mesmo após o pai dele, que tentou socorrer a nora ter pedido a ajuda dele para levar Helem ao hospital.

A vítima, segundo a polícia, se formou em pedagogia há pouco tempo e dava aulas em Vera Cruz. Em uma página no Facebook, uma instituição onde Helem trabalhava divulgou nota de pesar. As aulas no local foram suspensas até esta segunda-feira.

“É com enorme pesar que nós do Quilombo Ilha lamentamos o falecimento de Helem Moreira, ex aluna, nossa colaboradora, pedagoga, formada pela UNEB. Voltou para o Quilombo Ilha e estava ajudando na coordenação. Até o momento, a informação que temos foi que Helen foi brutalmente assassinada na manhã de hoje (9) e o principal suspeito é seu companheiro. Sonhamos e acreditamos em um mundo melhor, mesmo com todos os problemas encontrados no dia a dia. Hoje um sorriso de lutas deixou de brilhar conosco e foi trilhar outro caminho de Luz”, diz a nota.

O corpo da vítima foi removido por uma equipe do Departamento de Polícia Técnica para o DPT de Santo Antônio de Jesus. Helem foi enterrada no sábado (10), no cemitério Purrãozinho, em Barra do Gil, Vera Cruz.

Compartilhar