Cinco agentes são mortos durante protesto contra violência e racismo nos EUA

Franco-atiradores estavam distribuídos em pontos estratégicos no local da manifestação com objetivo de alvejar os policiais

Atentado-Dallas-1

Um protesto contra a violência policial e discriminação racial culminou na morte de 5 agentes mortos e outras 7 pessoas feridas na noite de quinta-feira (8) em Dallas, estado do Texas, no Estados Unidos. De acordo com a polícia local, franco-atirados aproveitaram a manifestação para fazer uma espécie de emboscada contra os agentes que estavam no local.

Por meio de nota, a polícia informou que um dos feridos morreu no hospital horas depois do fato. Três estão em estado crítico e dois passam por intervenção cirúrgica. Três suspeitos da autoria do atentado foram presos, entre eles uma mulher.

O protesto era motivado pela morte de dois jovens afro-americanos por policiais brancos na última quarta-feira (6) e as imagens da ação foram divulgadas nas redes sociais. O que chocou a população da região, a ponto de dezenas de pessoas se organizarem rapidamente em reação e repúdio ao ato.

Emboscada

Um dos policiais relatou, segundo o canal CNN, que houve uma denúncia de atentado terrorista no local onde o ato seria realizado. O homem teria dito que havia bombas espalhadas, o que motivou a determinação de que todo o Esquadrão anti-bombas fosse encaminhada à localidade. Imagens do tumulto circulam na internet.

Compartilhar