Crise dos ‘ministros da Lava Jato’ gera mais instabilidade ao governo golpista, diz Suíca

O edil petista tratou também da crise gerada no governo Temer, devido a inúmeras denúncias contra ministros envolvidos em corrupção.

O vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) segue levando informações sobre as medidas impopulares impostas pelo governo federal interino de Michel Temer (PMDB). Nesta quinta-feira (9), Suíca lembrou das agendas realizadas nos finais de semanas e destacou assuntos como a redução de políticas públicas e de programas e serviços sociais nas comunidades de Pela Porco, Pernambués e Santa Cruz. O edil petista tratou também da crise gerada no governo Temer, devido a inúmeras denúncias contra ministros envolvidos em corrupção.

“A crise dos ‘ministros da Lava Jato’ gera mais instabilidade ao governo golpista, que não tem aprovação popular e está fadado ao fracasso. Além de debates e políticas públicas também levamos entretenimento para a população periférica de Salvador. E todos entendem e não aceitam um presidente golpista e ficha suja. Tem de cassar esse cidadão. O povo na rua não concorda com essa postura retrógrada do governo federal, todo dia é uma nova denúncia e uma nova decepção. Já tem gente que pediu a saída de Dilma, querendo que ela volte o quanto antes, para que outros direitos não sejam usurpados”, declara o edil petista.

Suíca ainda tratou dos pedidos de prisão feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que estaria nas mãos do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. “Não entendo como podem demorar tanto de prender Sarney, Renan, Jucá e Cunha. Todos tentaram impedir diretamente, inclusive com reuniões obscuras, o prosseguimento da operação Lava Jato. Devem estar mergulhados em corrupção até a cabeça. Sem falar na vergonha maior, que é fazer parte do Conselho de Ética da Câmara e virar chacota nas redes sociais, como fez uma parlamentar baiana, ao sumir durante a sessão que votaria o parecer para a cassação do mandato de Cunha. Isso é lamentável”, completa.

Compartilhar