CMS aprova destinação de R$ 40 mi para Morar Melhor e encostas

A proposta era do Executivo e foi aprovada nesta quarta-feira (8).

O plenário da Câmara Municipal de Salvador (CMS) aprovou o Projeto de Lei nº 148/16, do Executivo Municipal, que altera o Plano de Aplicação da Outorga Onerosa do Direito de Construir, aprovado pela Lei nº 8.961/2015, de 29 de dezembro. Com isso, será possível destinar R$40 milhões para o Programa Morar Melhor, além de regularização fundiária e contenção de encostas.

A proposta era do Executivo e foi aprovada nesta quarta-feira (8).

Na mensagem enviada ao Legislativo junto com o projeto, o prefeito ACM Neto argumenta que a intenção é alinhar o Plano de Aplicação à disponibilidade de recursos, “em decorrência de superávit financeiro da fonte específica, apurado no resultado do balanço patrimonial do exercício de 2015”. A ênfase, segundo ele, será para construção e melhorias de unidades habitacionais, regularização fundiária e contenção de encostas.

Compartilhar