Governo volta atrás e autoriza adiantamento do 13º salário

O governo federal, que tinha cancelado o adiantamento do 13º salário de aposentados e pensionistas, voltou atrás e resolveu fazer o pagamento. A presidente Dilma Rousseff e sua equipe econômica devem discutir nesta quarta-feira, 19, a data e a forma como o benefício será adiantado, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

dilma-15

A metade do 13º salário seria pago junto com o benefício de agosto, que é liberado no final deste mês e início de setembro. A alegação era que não tinha fluxo de caixa para bancar esse custo, que não é obrigatório.

A lei determina que o 13º seja pago no último mês do ano, mas há 9 anos o governo antecipa o pagamento para a folha de agosto. Essa medida representa um custo de R$ 15,8 bilhões.

Alternativas

Entre as opções de Dilma para antecipar o benefício é liberar uma folha extra, pagando ainda entre o final deste mês e início do próximo. Outra alternativa seria pagar com a folha de setembro, que é paga em outubro. Uma terceira opção é parcelar entre setembro e dezembro, diluindo o impacto fiscal.

Compartilhar