Em meio à pressão, Dilma Rousseff alerta: “Jamais cogito em renunciar”

Em entrevista ao “SBT Brasil”, na noite de ontem quarta-feira (12), Dilma Rousseff (PT) falou sobre toda a pressão que seu governo atravessa e comentou as notícias que apontam para uma possível renúncia, diante da crise política e econômica do Brasil. “Jamais cogito em renunciar”, disse a presidente a quatro dias das manifestações previstas em todo o Brasil, cujo um dos motes será o seu pedido de impeachment.

Captura de Tela 2015-08-13 às 09.07.17

“Vejo uma tentativa ainda bastante incipiente e muito artificial de criar um clima desse tipo. democracia exige respeito à instituição, o que é fundamental não para mim, mas para a instituição (Presidência da República) e para todos os presidentes que vierem depois de mim”, acrescentou a chefe do Executivo nacional.

Dilma ainda disse que é necessário “conviver com as diferenças”, mas que é preciso “evitar a intolerância, pois ela divide o País”.

Compartilhar